Contador de acesso e visitas
Últimos assuntos
» Apostilas de Estudo
Seg Maio 31, 2010 10:51 am por Alberto Neto

» Evangelizar vale a pena?
Qui Maio 27, 2010 5:47 pm por Alberto Neto

» 4 Leis Espirituais
Sex Maio 14, 2010 4:59 pm por Alberto Neto

» Dinâmicas de Grupo
Sex Maio 14, 2010 3:53 pm por Alberto Neto

» Filhos do Rei
Seg Abr 26, 2010 1:52 pm por Alberto Neto

» Meu Chamado
Seg Abr 19, 2010 8:46 am por Alberto Neto

» [b]Haja o que houver... [/b]
Sex Abr 16, 2010 3:57 pm por Alberto Neto

» Conseguie Alberto
Qui Abr 15, 2010 5:09 pm por gabriel

» DEUS É FIEL
Sex Out 30, 2009 4:52 pm por Nayara Brito

» Apresentação
Ter Set 08, 2009 8:07 am por Nayara Brito

Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 18 em Dom Set 01, 2013 9:01 pm

A FAMÍLIA CRISTÃ E A BATALHA ESPIRITUAL

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A FAMÍLIA CRISTÃ E A BATALHA ESPIRITUAL

Mensagem  Alberto Neto em Qua Set 10, 2008 1:30 pm

Diz assim a Palavra de Deus
1 E foi um homem da casa de Levi e casou com uma filha de Levi.
2 E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que ele era formoso, escondeu-o três meses.
3 Não podendo, porém, mais escondê-lo, tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à margem do rio.
4 E sua irmã postou-se de longe, para saber o que lhe havia de acontecer. (Ex 2:1-4)

cheers

INTRODUÇÃO
O grande profeta de Israel, Moisés, quando nasceu já encontrou uma comunidade hostilizada, um governo perseguidor e um decreto de morte. Nada havia feito e já estava sentenciado à morte.
A família crista de nossos dias sofre tais conjunturas. A igreja perseguida, hostilizada e suspeita em todos os meios, governos que se revezam para manipular e prejudicar a igreja e decretos de morte aos nossos filhos e destruição á família.
Que fazer para não sucumbirmos a esta realidade?

1. Casamento espiritualmente homogêneo.
“um homem de Levi casou com uma mulher de Levi”.
Casais fortes amam a Jesus de igual modo! Servem a Jesus com o mesmo compromisso! Famílias fortes que resistirão a este contexto de perseguição e morte precisam ser alicerçadas por um relacionamento centrado em Cristo Jesus.
Jovens não casem em jugo desigual! Maridos e mulheres cerquem o altar de Deus e consagrem suas vidas a ELE. Uma casa dividida não subsistirá aos ataques, mas com JESUS em casa nenhuma praga chegará a nossa tenda!

2. A visão do futuro familiar
“vendo que o filho era formoso”.
Esta visão de formosura não é apenas estética, não era apenas que o menino era bonito, mas que havia algo nele espiritual, havia um projeto de Deus para esta criança!
Casais precisam olhar para seus filhos de forma diferente, olhar com os olhos de Deus e profetizar benção sobre eles!
Não chame seu filho de moleque – identifica-o com Moloque (deus pagão que sacrificava crianças).
Não chame seus filhos de danados – significa endemoninhados!
Não diga que serão vagabundos, prostituídos...
Declare sobre seus filhos “você é formoso, Deus tem algo grande para a sua vida!”.

3. Ocultando nossa família
“escondeu-o três meses”.
Esta é uma estratégia que deve ser muito bem analisada e praticada pelos pais. Não lance cedo seus filhos na correria do mercado, não o exponha aos conselhos e valores do mundo – esconda-o, o quanto puder!
Não deixe seus filhos ainda adolescentes entregues a “lans houses”, jogando o que tiver lá e ouvindo tudo que se diz lá.

Não deixe suas crianças entregues a toda programação infantil da TV.
Distraia-os para coisas edificantes e esconda-o do mal do mundo, o quanto puder!
A bíblia declara que Joquebede escondeu Moises por três meses. Este período tem significado profético na bíblia, fala de decreto e mudança. A arca de Deus ficou três meses em Obede Edom. Então esconda seu filho até programá-lo, discipulá-lo, estabelecer nele o decreto de Deus e operar a mudança de seu coração!
Por volta dos 12 anos em diante, os adolescentes já podem discernir certas escolhas certas e erradas, então nossos filhos a esta idade já deverão escolher JESUS, a BIBLIA, a IGREJA e tudo isso é responsabilidade dos pais homogêneos que amam ao SENHOR.
Bill Hybels declara que os pais têm a missão de “multiplicar a imagem de Cristo nos filhos”.
E quando não for mais possível esconder? Chegou o tempo da escola, das perguntas, das descobertas e da independência? Que os pais podem fazer?

4. Arca de junco no meio dos juncos
A mãe de Moises colocou desde cedo a criança em uma arca feita de juncos e depois a deixou entre os juncos próximos a margem do rio.
Quero chamar atenção para este material que fazia a arca e fixou a arca junto à margem do rio – JUNCOS. É sintomático! O primeiro material que foi usado para escrever a palavra de Deus na antiguidade foi o papiro, que era feito da entrecasca do junco!
A primeira coisa que devemos fazer com os nossos filhos é cercá-los da palavra, amarrá-los nas promessas e encher seus corações, fixá-los na Palavra.
“ensina a criança no caminho que deve andar...”; “sentado à porta, andando pelo caminho...”, palavra, palavra!
Minha esposa ainda hoje escreve versículos, pensamentos e promessas na cerâmica da parede do banheiro e toda semana renova tais palavras – é tremendo!
Um jovem forjado na palavra saberá decidir!

5. Betumando por dentro de por fora
Esta atitude impedia que água entrasse e afundasse a pequena arca. Por dentro e por fora, fechando as brechas!
A aplicação da palavra deve ser tanto dos relacionamentos sociais que o adolescente e o jovem terão, bem como dos seus próprios valores morais e éticos. Tanto é a questão da educação com os mais velhos, ser pacifico nos conflitos, bem como de escolher as coisas certas nas horas difíceis!
Nossos filhos não devem ser apenas bonitos por fora, mas santos por dentro. Ainda que se mostrem fracos exteriormente, mas serão fortes em seu caráter.

6. Velando de longe
Mesmo quando os filhos saírem de casa, os pais continuarão velando as promessas e influenciando as vitorias e conquistas dos filhos.
Certa vez Moisés praticou isso quando seu discípulo Josué batalha contra Aimeleque. Sobre uma montanha Moisés levantava as mãos e Josué prevalecia contra seus inimigos.
FILHOS! Quando você estiver vencendo na vida e prevalecendo sobre os desafios, sem ter que vender a alma, sem ter que entregar o corpo... Saibam que seus pais subiram a montanha e levantaram as mãos sobre você!

CONCLUSÃO
Nossas famílias firmadas em Cristo servindo-O de todo coração jamais serão derrotadas. Daqui a cem anos seremos lembrados por causa da presença de Jesus em nosso meio!

Tchau



_________________
Que Deus te abençoe e te guarde.(Nm 6:24)
avatar
Alberto Neto
Admin

Mensagens : 221
Data de inscrição : 31/07/2008
Idade : 28
Localização : Fortaleza-CE

Ver perfil do usuário http://www.mibs12.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum